Acúmulos históricos de neve nas montanhas | Argentina e Chile continuam fechadas causa Covid-19

Temporada bombando de neve

Um começo de temporada de inverno realmente histórico para o nosso continente! Os reports de neve relatam acúmulos impressionantes em todos os centros de esqui do continente, como também nas principais cidades cercanas. Após uma série de temporadas difíceis e curtas, caracterizadas pela grave falta de neve, o inverno 2020 estreou literalmente tapando as bases dos centros de esqui com metros e metros de ouro branco!! E as previsões indicam que essa abundância continuará nos próximos dias… pena que, porém, estamos todos em emergência covid-19, ou seja: tudo fechado e com a proibição de sair de casa!


Cortesia: Cerro Chapelco – Webcam 13 julho 2020

Ainda nāo se sabe se os centros de esqui conseguirão abrir! Como já comentado é certeza que até setembro as fronteiras permanecerão fechadas ao turismo internacional e em muitos casos até a circulação entre as províncias internas está proibida. Por outro lado algumas administrações de centros de esqui levantaram a possibilidade de habilitar os meios de elevação exclusivamente para os locais, mas mesmo assim as dificuldades logísticas e sanitárias são enormes. Entre todas existe a forte preocupação de que abrindo significaria expor a comunidade ao contagio, como aconteceu nos centros de esqui australianos de Falls Creek e de Mt Hotham que em menos de dois dias de atividades tiveram que fechar tudo novamente por culpa dos novos surtos de infecção que geraram-se por causa das atividades de esqui. (Como não pensar nessa hipótese também para o inverno no HN?)


Cortesia: Corralco Ski Resort

Mas a pandemia não liga para a meteorologia e em algumas áreas de esqui, como Corralco (CHI) continua acumulando neve e os registros estão se aproximando dos 4 metros, que para ser no começo da temporada é uma quantia considerável!


Cortesia: Javier Ortellado – Las Leñas

Também os centros de esqui andinos apresentam quantidades de neve acima da média para o período. Geralmente os centros de esqui de Las Leñas (ARG), de Portillo (CHI) e os da regiāo metropolitana de Santiago (CHI) costumam sofrer com fortes secas e grande escassez de neve tanto é que muitos deles investiram pesadamente nos sistemas de fabricação de neve artificial para garantir o funcionamento das atividades invernais. Justamente como se fosse um golpe do “querido” Murphy esse ano o centro de esqui mendocino, que por sinal já comunicou que nāo irá funcionar nessa temporada, está com quase dois metros na base e segue nevando!


Cortesia: Portillo Ski Resort

Mesma situação para Portillo (CHI) que ainda não posicionou-se de forma oficial sobre o que será dessa temporada, mas que dificilmente irá ativar os serviços invernais.


Cortesia: Valle Nevado Ski Resort

E que dizer da real situação em Valle Nevado (CHI) que nas últimas temporadas decepcionou muito tanto com a terrível falta de neve, mas especialmente com a ridícula postura da administração que tentou descaradamente esconder a escassez postando fotos não verídicas. Agora está verdadeiramente entupida de neve porém, por culpa da pandemia, vazia de turistas.

Os experts indicam que esse inverno no hemisfério sul será uma previa do que poderá acontecer com o inverno boreal. Por agora as perspectivas não são nada empolgantes: o continente norte americano está atualmente no verão e com o Covid bombando. Europa já comunicou que até dezembro o turismo será limitado e controlado, mas todos bastante apreensivos para uma possível “segunda onda” justamente nos meses mais frios.

Na capa: 📷 Cerro Catedral (ARG) – Webcam 13 julho 2020

Mais detalhes👉 Dicas e conselhos sobre turismo invernal

Curtiu nosso trabalho e quer se envolver e/ou dar aquela força a mais?

  • Siga-nos pelos canais sociais Facebook | Instagram
  • Inscreva-se na Newsletter
  • Venha participar da nossa Programaçāo
  • Vista nossa Camiseta 100% Orgânica

  • Próximas fadigas

    Inverno HN 🏔️

  • Continuando procurando uma soulçāo para o Covid-19🤞💪


  • ianny

    ianny

    ...moro no Brasil, em uma ilha, e procuro neve, por paixão e por necessidade, o tempo inteiro, independentemente do mês ou do hemisfério. Sou snowboarder, goofy, mas provo prazer com todas as coisas que deslizam na neve, especialmente se são rápidas e harmoniosas com o contexto de montanha.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *