Cortesia: internet – Em inglês: 5 red flags

Cinco simples sinais visuais que podem alertar sobre potenciais perigos de avalanche. Aprenda a usar seus olhos para observar ao seu redor e reconhecer possíveis problemas escondidos debaixo da neve. Lembra que essa técnica de observação direta da área escolhida e relativa análise objetiva é provavelmente a melhor forma para entender as reais condições da neve.

Neve fresca

A maioria das avalanches desencadeadas por praticantes dos esportes invernais acontecem geralmente entre as primeiras 24h depois da nevasca! A neve recém caída não teve tempo ainda suficiente para se compactar e se unir com a já existente, tornando o snowpack potencialmente instável. Não ser impaciente: lembrar sempre que após importantes nevascas é sempre melhor esperar ao menos 24horas antes de sair e rabiscar todos os lados da montanha! Também vale a pena notar que, como acontece especialmente no continente sul americano, uma chuva significativa no topo da neve pode aumentar as chances de deslizamentos de neve molhada.



Vento

Conhecidas como “Placa de Vento”, é um fenômeno que pode se formar a qualquer momento e não precisa de neve nova. O vento levanta e deposita a neve em locais mais abrigados onde o vento afrouxa. Basicamente, é o resultado da força do vento que transporta neve encontrada em lugares expostos, formando acúmulos instáveis especialmente nos cumes das montanhas, como cornizas. Por isso depósitos de placas eólicas são normalmente encontrados no lado a sotavento ou em áreas com características proeminentes do terreno, como cordilheiras, picos e passagens. Esse fenômeno é chamado de “carregamento superior” (Top loading). Sem apoio por debaixo, ao menor peso suplementar, como um freerider, um bicho silvestre ou o próprio peso, pode provocar uma avalanche com todos os perigos inerentes.



Sinais de avalanches recentes

Esta é uma regra simples, mas que muitas vezes passa despercebida! Evidências recentes de avalanche são sinais indiscutíveis de instabilidade da neve. No backcountry procurar minuciosamente estes sinais na paisagem circumdante. Se houver evidências de deslizamentos recentes, observar atentamente o aspecto, a altitude, o tipo de avalanche (ou seja: placa, neve molhada ou falha de camada). É possível avaliar também a idade da atividade com uma simples análise do frescor dos detritos. De qualquer forma, a regra geral é que se você ver sinais de atividade recente de avalanche, obviamente irá significar que a camada de neve será instável.



Colapsos ou rachaduras no snowpack

Cracking, em inglês. A fonética anglo-saxônica indica bem o som do fenômeno das rachaduras na neve. Fenômeno esse que alerta sobre a possível presença de uma placa de vento: uma forma instável de acúmulo de neve. A laje eólica é formada pelo vento que une as partículas de neve em uma massa homogênea que pode se propagar sobre uma ampla área. Ao se deslocar na neve procurar possíveis formações de rachaduras sob os esquis/pranchas. Se visualizar a formação de rachaduras significa que há uma forte instabilidade no snowpack. Melhor evacuar rapidamente a área usando muita cautela.

Um som de “whoomping” vindo de dentro do snowpack indica que uma camada fraca está entrando em colapso, tornando a área instável. Normalmente este som é acionado pelo peso do freerider. Este sinal de aviso torna-se particularmente relevante quando houver significativas nevascas em cima de neve mais velha e que já sofreu transformações pelo sol e/ou calor. Melhor evacuar rapidamente a área usando muita cautela.



Aumento rápido da temperatura

Não importa a temperatura inicial, qualquer aquecimento rápido é perigoso porque o snowpack não tem tempo suficiente para se ajustar conforme a mudança. O aumento das temperaturas causa derretimento parcial e lubrificação dentro da estrutura da neve. A neve torna-se mais pesada e mais instável. Vale a pena notar que a luz solar direta leva a um rápido aumento de temperatura, especialmente nas encostas (sul e oeste no HN ou norte e leste no HS), mesmo quando a temperatura do ar (sombra) fica abaixo de zero. Tome precaução extra no primeiro dia quente após um ciclo de tempestade.

Nunca deixar ao acaso

A questão segurança na montanha é bem simples: basta seguir umas poucas “regras”. #RideSAFE #RideAGAIN

Prevenção

Freeriding competitivo

  • História do freeriding competitivo (soon…)
  • Sistema de julgamento (soon…)
  • Glossário de freeride (soon…)

Quer saber mais? -> Pergunta 😀


Spread #SnowLove Everywhere …é isso que nos motiva!

Facebook.com/Snowaddicted.Brasil                    Twitter Snowaddicted Brasil                    Snowaddicted Brasil Instagram




Top