Freeride World Tour 2017 | Os resultados da etapa em Fieberbrunn (AUT)

Antes de começar com a matéria em si, vale lembrar que dessa vez estávamos fisicamente presentes no evento. Não foi nossa “primeira vez” em uma etapa do Freeride World Tour (FWT), mas dessa vez o gostinho era bem diferente… novos projetos e parcerias estão no horizonte ;) Fomos recebidos em Fieberbrunn (AUT) com muito carinho e podemos garantir que assistir ao vivo esse tipo de competição é realmente muito empolgante: a organização é incrível sem contar que poder estar aos pes da montanha admirando de binóculos os atletas traçarem próprias linhas é com certeza uma experiencia única! Após muitos dias de nevascas e tempo fechado, finalmente o centro de esqui (que diga-se de passagem é gigante e oferece uma sensacional freeride area!!) amanheceu com sol e sem nuvens… condições ideais para esse tipo de manifestação! Umas 07h30 todo mundo já estava no topo do famoso Wildseeloder: um pico acerca das pistas, que mede uns 2118 metros de altitude e é considerado o templo do freeriding dessa região tirolesa. A tensão entre os atletas era enorme: além do titulo da etapa, estava em jogo a qualificação para participar da próxima etapa no Alasca (EUA). Para quem não conhece as regras, até aqui podiam participar máximo 50 atletas pre-qualificados, enquanto a partir da quarta etapa do circuito, somente os top 12 skiers e os top6 riders + as top 6 esquiadoras e as 4 snowboarders dos respetivos rankings podem avançar para a etapa em Haines (EUA). Motivo pelo qual todos os atletas se arriscaram mais e alguns deles foram até hospitalizados… ainda bem que todos eles passam bem e irão se recuperar proximamente! Para ver os nomes de quem participará na quarta etapa, só clicar nesse link

Mas além de distribuir importantes pontos para passar nas fases sucessivas, a etapa em Fieberbrunn (AUT) decretou também a vitoria de 4 fortes atletas: entre os skiers, o sueco Kristofer Turdell impressionou os juízes com uma linha espetacular em condições realmente difíceis, além de enfrentar com muita técnica um penhasco muito alto e arriscado. Entre os snowboarders o norte americano Sammy Luebke realizou uma descida bem criativa e cheia de manobras, entre as quais um front e depois um back 360 na base que o colocaram em cima da lista. Entre as meninas os pódios ficaram iguais comparados aos resultados da etapa anterior: a esquiadora austríaca Lorraine Huber mostrou mais uma vez muito estilo e técnica, calando as rivais com um double e outros aerials realmente perfeitos. E também a francesa Marion Haerty levou outro pódio dominando novamente a prova. Sinceramente falando curtimos mais as provas delas do que dos meninos… de forma geral elas foram mais fluidas e criativas. Agora o circo irá pro Alasca (EUA) enquanto nós estaremos empenhados com o nosso #SnowMOB. Mas se preparem porque já fomos confirmados para presenciar mais uma etapa do FWT: a grand final em Verbier (SUI) com o lendário Extreme no icônico Bec des Rosses (SUI) #RidersReady?

Para mais -> infos
Para mais -> fotos

SnowMOB - Destino Italia - Snowtrip
SnowMOB – de 12 até 26 de Março 2017

Próxima SnowTRIP: mais uma vez estamos organizando duas semanas deslumbrantes em março para desbravar duas áreas incríveis! Um snow-sáfari imperdível no qual iremos conhecer umas Big Mountais alucinantes como o Monte Bianco, Monte Rosa, Cervino/Matterhorn… desfrutando de muitos quilômetros de pistas, aproveitando de uma Free TAX zone sem iguais e curtindo neve, o tempo todo, em até 8 diferentes resorts. Estaremos hospedados em duas aldeias com fortes traços medievais na Itália; ou seja sabores, vinho, queijos, arte, história… nem precisa comentar! Para mais detalhes, fotos e tal: GRUPO no FACEBOOK!! Não fiquem somente babando e sonhando com isso! Contato -> operadora @ snowbagging.com.br

Spread SnowLove Everywhere …é isso que nos motiva!!




Gostou? Tem mais:

Sobre ianny

...moro no Brasil, em uma ilha, e procuro neve, por paixão e por necessidade, o tempo inteiro, independentemente do mês ou do hemisfério. Sou snowboarder, goofy, mas provo prazer com todas as coisas que deslizam na neve, especialmente se são rápidas e harmoniosas com o contexto de montanha.