Assembleia Geral anual da WSF e do TTR em Barcelona (SPA) | Os critérios de qualificação para os World Snowboarding Championships de Yabuli (CHN)


Cortesia: World Snowboard Federation (WSF)

Como todos os anos, no final de maio, se realiza a reunião geral anual da World Snowboard Federation (WSF) e desde algumas edições, isso acontece em parceria e com a total participação da crew do World Snowboard Tour (WST), até pouco tempo atrás conhecido publicamente como TTR World Tour, ou simplesmente TTR. Esse ano, a reunião foi realizada em Barcelona (ESP) e foi um evento histórico visto que registrou-se o maior numero de participantes desde sempre: quase cem pessoas representando complexivamente 25 países! Entre os destaques principais, temos a apresentação de dois novos países membros: Islândia e Mongólia, além da re-admissão da delegação da República Checa, após uma plena restruturação da diretoria do órgão nacional que representa a WSF. Atualmente a World Snowboard Federation (WSF) é representada em 44 países, entre os quais o Brasil: oficialmente ainda pela Snowtravel… a Agência de Turismo do Presidente da Associação Brasileira de Snowboard (ABS).


Cortesia: World Snowboard Federation (WSF)

Entre as notícias mais importantes da assembleia, a décima temporada do World Rookie Tour (WRT) que simbolicamente iniciará com a tradicional etapa de Valle Nevado (CHL), programada pelo começo de agosto 2014. Pela voz do mítico Reto Lamm, Presidente do TTR e lenda viva do snowboard competitivo, foi anunciado a chegada de um novo e mais preciso algoritmo para calcular os rankings e os coeficientes das competições, tudo isso identificado como WST2.0, e entrará em vigor a partir da temporada 2015/16, praticamente na véspera das qualificações para os World Snowboarding Championships programados para 2016 em Yabuli (CHN). Basicamente não irá mudar muito comparado ao sistema usado para os WSC 2012, mas visto que este tipo de informação foi um pouco manipulada e divulgada de forma tendenciosa, melhor esclarecer um pouco as coisas.

Cortesia: Associação Brasileira de Snowboard (ABS) – Fonte Facebook

Várias vezes tentamos avisar a diretoria da ABS que assim como foi divulgado, estava totalmente errado e bastante ambíguo, quase como se esse texto fosse uma tal de propaganda política… Então, a respeito das qualificações para os World Snowboarding Championships (WSC) que acontecerão em Yabuli (CHN) em 2016: cada país terá a disposição no máximo 4 hipotéticas vagas: uma lady e um boy no Slopestyle (SS) + uma lady e um boy no Big Air (BA) Halfpipe (HP). Porém, para estarem qualificados, estes riders deverão estar classificados dentro dos top 500 250 para os meninos e top 250 125 para as meninas. Não existe hipótese nenhuma que, como propagandeado nesse comunicado da ABS, os primeiros quatro top riders nacionais irão ter automaticamente direito a uma vaga nos WSC2016! …outro detalhe, para encarar o desafio e lutar para obter pontos é bem simples: é necessário participar de competições válidas pelo circuito do WST. E isso não é uma exclusiva do circuito Sul Americano de Snowboard… e se as melhores competições/oportunidades acontecem (na maioria das vezes…) na Europa é porque é lá que (por enquanto) estão os bichos feios tendentes ao alienismo que mandam e dominam nesse esporte. A mais, aconselhamos ao pessoal da ABS de iniciar a entender um pouco mais sobre o sistema dos rankings… isso para evitar outros futuros micos internacionais ;)

De qualquer forma, a diferença do que foi escrito, ninguém gloriosamente representou e lutou para conseguir algo para nois durante essa Assembleia, como também ninguém torce e/ou trabalha contra para complicar, dividir e prejudicar… só gostamos de fazer clareza, afinal todos sabem que orgulhosamente somos aquela força obscura tão temida por eles #sensacionalismoaoextremo :D

Mais detalhes e infos World Snowboard Federation (WSF) – Assembleia Geral 2014.

Gostou? Tem mais:

Sobre ianny

...moro no Brasil, em uma ilha, e procuro neve, por paixão e por necessidade, o tempo inteiro, independentemente do mês ou do hemisfério. Sou snowboarder, goofy, mas provo prazer com todas as coisas que deslizam na neve, especialmente se são rápidas e harmoniosas com o contexto de montanha.