Winter X Games 2014 em Aspen (EUA) | Snowmobile, snowboard e freeski ao máximo nível

Desde a primeira edição, os X-Games, tanto na versão invernal como a de verão, foram criados com o intento de se tornarem o equivalente dos Jogos Olímpicos dos esportes extremos… e desde 1995 (1997 para a primeira edição invernal) esse evento tornou-se indiscutível referência para todos os fissurados das disciplinas freestyle. Nestes últimos dias rolou a edição 2014 dos Winter X Games na badalada localidade invernal de Aspen (EUA) e por quatro dias os holofotes mundiais iluminaram as competições dos três principais esportes presentes: snowmobile, freeski e snowboard.


Cortesia: ESPN – Rider: Colten Moore

O evento iniciou com as provas do único esporte ainda a não ser incluído nos Jogos: o snowmobile. Nas provas de Snowmobile Freestyle, o norte americano Colten Moore impressionou tanto os juízes quanto o público com uma serie de manobras realmente sensacionais que o colocaram em primeiro lugar seguido pelos conterrâneos Joe Parsons e Heath Frisby. Enquanto na modalidade Snowmobile Long Jump, Colten levou apenas o bronze atrás do Cory Davis (Prata) e do Levy LaVallee que dominou a prova pulando com a pesada snowmobile por 50 metros, estabelecendo assim um novo recorde!


Cortesia: ESPN

O Snowboarder Cross (SBX) foi a primeira das disciplinas consideradas Olímpicas a estrear nessa edição dos Winter X Games e a forte norte americana Lindsey Jacobellis dominou a competição pela oitava vez, na frente da atleta checa Eva Samková e da norueguês Helene Olafsen. Com esse resultado a Jacobellis tornou-se a atleta feminina mais vitoriosa da história dos X Games, derrubando o recorde da nossa querida Fabiola da Silva que até agora conquistou o ouro por sete vezes nas disciplinas de skateboard durante a versão de verão dos X Games. Predominância estadunidense também no pódio masculino com a vitoria do Nate Holland e da prata do Alex Tuttle, enquanto o atleta alemã Konstantin Schad conquistou o bronze. Curiosidade: nessa edição voltou a competir uma verdeira lenda do snowboard: Shaun Palmer, o cara que já foi considerado como o melhor atleta de sempre, que além de ter dominado e criado a historia do Boarder Cross nos anos 90, conseguiu conquistar em uma única temporada algo como SETE títulos mundiais contemporaneamente e que agora está tentando (só para matar a saudade das competições…) uma vaga para os Jogos de Sochi 2014!! #GoPalmer


Cortesia: World Snowboard Tour (WST) – Pódio Big Air

Também as provas do Big Air (BA) foram sensacionais: tanto no freeski quanto no snowboard, os atletas tiveram que lidar com uma estrutura de 22 metros. Na versão “esquiadores” o nível estava realmente altíssimo, onde praticamente quase todos tinham o domínio do triple cork e quem se sobressaiu da disputa foi, como na edição passada, o atleta sueco Henrik Harlaut, seguido pelo canadense Vincent Gagnier, enquanto o bronze ficou com o suíço Kai Mahler. No snowboard, foi o canadense Max Parrot que dominou a competição com um inalcançável triple cork 1620 deixando para o rider japones Yuki Kadono a prata e para o norueguês Ståle Sandbech o bronze.


Cortesia: Matt Morning – Rider: Max Parrot

No Slopestyle (SS) com esqui foi o jovem norte americano Nick Goepper que dominou as provas enquanto a canadense Kaya Turski mostrou o próprio nível entre as meninas. Mas foi no snowboard que canalizou todas as atenções do público e dos mídias: mais um ouro para o forte rider canadense Max Parrot que mostrou todo o seu nível mandando ver um inédito back-to-back triple corks, enquanto o mais conhecido conterrâneo Mark McMorris conquistou o segundo degrau, mas em consequência de uma queda durante a prova, quebrou o pulso… e isso irá com certeza comprometer a sua participação no Jogos de Sochi (RUS) que iniciarao daqui a poucos dias, nos quais ele era o favorecido para conquistar o ouro. O bronze do slopetsyle (SS) ficou com o outra feira do snowboad mundial: o norueguês Ståle Sandbech. Entre as meninas do slopestyle o ouro foi conquistado pela Silje Norendal, outra forte rider do time da Noruega que irá representar o próprio país também em Sochi 2014, deixando para atras a PRO norte americana Jamie Anderson e a canadense Spencer O’Brien.


Cortesia: Christian Pondella – Rider Chloe Kim

No halfipe (HP), ou melhor no superpipe, outro grande resultado pela PRO norte americana Kelly Clark que fatura assim seu sétimo ouro nos Winter X Games deixando o segundo degrau do pódio para Chloe Kim e o terceiro para Kaitlyn Farrington. Entre os “meninos” o forte rider Danni Davis conquista seu primeiro pódio nesses jogos, enquanto Louie Vito ficou com a prata e Greg Bretz como bronze… e o grande ausente do evento foi o Shaun White que está totalmente focado para conquistar o seu terceiro título Olímpico. Vale a pena lembrar que essa prova de slopetyle (SS) como também as provas de halfpipe (HP) estavam valendo como etapa do World Snowboard Tour (WST), o circuito de copa do mundo de snowboard promovido pela World Snoboard Federation (WSF), com coeficiente de 6Star!!

Mais detalhes e infos Winter X Games – Aspen (EUA), 2014.

Gostou? Tem mais:

Sobre ianny

...moro no Brasil, em uma ilha, e procuro neve, por paixão e por necessidade, o tempo inteiro, independentemente do mês ou do hemisfério. Sou snowboarder, goofy, mas provo prazer com todas as coisas que deslizam na neve, especialmente se são rápidas e harmoniosas com o contexto de montanha.