Três décadas inteiramente dedicadas ao Snowboard | Fechando Mais Um Ano De Spread SnowLove Everywhere

Redacional

Reza a lenda que ontem, mas de trinta anos atrás, mentre estava andando com um snowskate improvisado pelas ruas nevadas de Bormio (ITA), encontrei a oportunidade de experimentar a novidade que estava chegando pelas neves: o Snowboard! Primeiro dia de riding oficial: 30 de dezembro 1988. Primeira prancha: uma Burton Safari com bindings e botas hard, basicamente as mesmas que usava para esquiar… sim antes foi esquiador! Passaram também uma Burton Cruise e uma Sims Switch Blade… mas até aqui eram todas emprestadas e/ou alugadas. Até comprar ela: uma Burton Free 6. Naquele inverno estavam começando meus treze anos. Desde então, como em todos os relacionamentos que envolvem fortes sentimentos, existiram momentos idílicos e também muito tristes… alguns tão fortes, tão devastantes que foram quase definitivos. Mas aquela paixão sempre predominou ao racional e aqui estamos prontos para começar essa terceira década de snowboarding. Em termos de temporadas invernais, acho que foram tranquilamente uns cinquenta invernos mais ou menos… além daquelas três snowtrips “extra temporada” em terra tupiniquins. Lembrando também que por um bom período teve o privilegio de manter uma média de 295 dias de riding por ano… que loucura, ou benção, isso!! 😀

Enfim, mais um ano invernal está se fechando e outro se abrindo… mais doze meses passados a suspirar com neve, mesmo estando geograficamente longe dela. Que agonia que isso da… né? Mas o snowbag já está pronto e a próxima snowtrip tá marcada daqui a 15 dias. Primeira missão: tocar o KidsCamp de snowboard e sucessivamente a 6°ed. do Desafio Itália Brasil de Snowboard e Esqui. Desejo a todos uma boa temporada e boas rabiscadas no powder, mas lembrem sempre de estarem equipados antes de saírem das pistas. #RideSAFE #RideAGAIN

ianny
...moro no Brasil, em uma ilha, e procuro neve, por paixão e por necessidade, o tempo inteiro, independentemente do mês ou do hemisfério. Sou snowboarder, goofy, mas provo prazer com todas as coisas que deslizam na neve, especialmente se são rápidas e harmoniosas com o contexto de montanha.

Deixe uma resposta

Top