O XXI Campeonato Brasileiro de Snowboard da CBDN | Corralco hospedou a primeira etapa do TnT Tour

Falar do Campeonato de Snowboard organizado pela Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN) é sempre um pouco cabuloso, visto a falta generalizada de clareza na divulgação das informações… e até aqui, nada de novo. Sinceramente estava botando fé naquele site que apresentou-se orgulhosamente como “Mídia oficial do Campeonato CBDN”, mas além de um pseudo concurso restrito para os participantes do Campeonato, nada foi divulgado: nem fotos, nem detalhes. E como todos os anos, a única (ou quase…) fonte para extrapolar umas infos e fotos sobre esse “representativo” Campeonato Brasileiro de Snowboard, continua sendo o site oficial da CBDN.


Cortesia: Marcos Batista – Pódio XXI Campeonato Brasileiro de Snowboard – SBX

Então, no site da CBDN foram publicadas umas 4 matérias falando do evento que realizou-se no centro de esqui de Corralco (CHL). Sabemos que o evento foi realizado em conjunto com o TnT-Tour, prestigioso tour chileno de competições de esqui e snowboard. Se não entendemos mal, a programação incluía 2 provas de Snowboard Cross (SBX) de nível continental, pelos quais resultados decretou-se o tal de Campeão Brasileiro, + uma válida pelo aberto nacional, sempre da mesma disciplina. A mais, tinha uma prova nacional de categoria OPEN de Big Air (BA) e umas competições de Giant Slalom (GS), estas últimas canceladas por chuva e clima hostil na estação de esqui chilena durante o evento. A principio os Campeões Brasileiros 2015 de Snowboard Cross (SBX) são: a veterana atleta carioca Isabel Clark, que dominou as duas provas, e o nosso querido snowboarder Marcos Batista, referência nacional especialmente quando o assunto é freestyle. #Parabéns!


Cortesia: CBDN – XXI Campeonato Brasileiro de Snowboard – Prova de Big Air (BA)

Quanto concerne os resultados do XXI Campeonato Brasileiro Open de Snowboard, foram realizadas uma prova de SBX e outra de BA. Para visualizar os resultados, foram disponibilizados dois links: ESSE para o Snowboard Cross (SBX) e ESSE para o Big Air (BA). Analisando estes dados, muito poderia ser comentado a respeito… mas não quero tirar o mérito de quem estava presente e competiu. De qualquer forma, especialmente no caso do BA, penso que todos estamos cientes que estes resultados não refletem o real nível da galera que anda #DeVerdade. Infelizmente todos já sabem que o maior empecilho para a progressão do snowboard nacional é causado pelas mesmas entidades que o deveriam promover… mas agora temos um campeonato nacional independente, verdadeiro e totalmente Rider by/for Riders. A diferencia dos outros eventos, nesse todos os riders podem participar e os resultados são transparentes e meritocráticos. Vamos ver quanto tempo isso vai aguentar sem que uma destas entidades queira “homologar” impondo a própria bandeira no nosso #autentico território.

Agora uma pergunta: mas a participação no tal de Campeonato Brasileiro de Snowboard não deveria ser exclusiva para “brasileiros”?? Então como é que admitiram atletas de 7 países diferentes?? Seria legal entender isso… porque assim como foi publicada parece que, além de andar contras as regras de participação, isso possa ser entendido como uma forma de manipular a informação ao fim de encher os olhos de quem “não conhece os detalhes” e aumentar assim o pre$$$tigio do evento. Ou seja: “nossa o campeonato nacional da CBDN bombou, participaram mais de 80 atletas de 7 países…” #sqn! ;)

Mais detalhes e infos: Snowaddicted Brasil | De olho na CBDN.

Gostou? Tem mais:

Sobre ianny

...moro no Brasil, em uma ilha, e procuro neve, por paixão e por necessidade, o tempo inteiro, independentemente do mês ou do hemisfério. Sou snowboarder, goofy, mas provo prazer com todas as coisas que deslizam na neve, especialmente se são rápidas e harmoniosas com o contexto de montanha.