Curitiba quer sediar os XXV Olympic Winter Games | A capital paranaense como opção para a edição 2026

Dia 18 de janeiro recebemos essa mensagem comunicando a intenção de candidatar a cidade de Curitiba (PR) como possível sede dos Jogos Olímpicos de Inverno para a edição 2026! No começo parecia ser só uma brincadeira …mas mesmo assim fomos atrás por mais informações e detalhes. Trocamos até uns emails com os ideadores e, apesar de parecer quase surreal, o projeto apresenta bons argumentos também, motivo pelo qual resolvemos dar ponto de confiança nessa iniciativa. Mesmo assim, as dúvidas e os questionamentos são muitos… não tanto sobre a genuinidade da ideia em si, mas comparando com aquilo que vimos antes/depois da Copa e agora com o Rio Olímpico. De qualquer forma, vale a pena ler essa intervista que fizemos com Herman Geert, principal responsável do projeto: o conceito mais interessante e importante disso tudo está evidenciado no último paragrafo. Ou seja: somos uma grande comunidade, temos o Snowland: único centro de neve indoor das Américas, temos até uma atleta nacional representando muito em importantes competições, sem contar dos outros fortes atletas de neve que estão, cada vez mais, conquistando inéditos resultados mundo afora. Lembrando que já existem tecnologias para fazer “nevar” com temperaturas acima dos 15º …torcendo para que daqui a dez anos nossa situação sociopolítica esteja beeem mais clara e transparente, podendo assim viabilizar serenamente projetos como esse em prol da comunidade e da progressão do esporte.

Caro Ianny, obrigado pelo seu interesse na ideia. Vou tentar resumir mais ou menos por aqui como a coisa aconteceu. Sou Herman Geert, promotor de eventos e um cidadão austríaco que vive em Innsbruck, Áustria e sou casado com uma curitibana chamada Christiane Ribeiro, somos praticantes de esqui desde sempre e amamos Curitiba de paixão.

A ideia de levar as Olimpíadas para o Brasil surgiu quando conversávamos com um amigo francês que já trabalhou no Comitee Olímpico Internacional ao afirmar que a maioria das instalações dos jogos de inverno são feitos com gelo ou neve artificial. Ao mesmo tempo, percebemos que os últimos Winter Games realizados na cidade costeira de Sochi, na Rússia, aconteceram com temperatura muitas vezes superior à registrada em Curitiba no inverno (as competições de montanha eram localizados em Krasnaya Polyana a cerca de 100 quilômetros da cidade de Sochi). Como você bem falou, em Sochi eles tinham experiência e toda uma tradição em esportes de inverno, mas temos dez anos para tentar melhorar isso.

Nosso amigo do IOC entrou em contato com um colega dele em Paris para viabilizar o registro da candidatura, enquanto isso estou tocando o pré-lançamento da ideia nas redes sociais junto com minha mulher e com os designers Uwe Schneider e Gustavo Araujo, este último está também empenhado nos textos e na tradução.

Apesar de parecer uma grande brincadeira, a ideia é séria e consideramos seriamente que existe possibilidade de alavancarmos a candidatura. Uma vez que obtivermos um parecer favorável no IOC, iremos proceder com os contatos junto às autoridades e ao meio empresarial de Curitiba e do Brasil em busca de patrocínio. Por enquanto, o único investimento feito é de nosso tempo e nossos esforços.

Nossa intenção primordial é elevar a discussão sobre os esportes de inverno no Brasil e pavimentar um caminho para que eles sejam mais conhecidos e apreciados no Brasil. Vamos fazer o possível para 2026, mas caso seja difícil, às vezes a ideia pode ser mais viável nos anos seguintes, e novos grupos poderiam levar a ideia adiante no futuro.

Intrevista com Herman Geert

LINK -> https://www.facebook.com/curitiba2026/


SnowMOB – de 06 até 20 de Março 2016

Avisos paroquiais: como já foi divulgado estamos organizando duas semanas deslumbrantes em março para desbravar duas áreas incríveis! Um snow-safari imperdível no qual iremos te levar para conhecer umas Big Mountais alucinantes, esquiar entre dois países no mesmo dia e com o mesmo passe, aproveitar de uma Free TAX zone sem iguais e curtindo neve o tempo todo em até 8 diferentes resorts. Estaremos hospedados em duas aldeias com fortes traços medievais na Itália; ou seja sabores, vinho, queijos, arte, história… nem precisa comentar! Para os interessados, ativamos um GRUPO no FACEBOOK!! Não fique somente babando e sonhando com isso, entre em contato para conferir disponibilidades e solicitar orçamentos: OPERADORA@SNOWBAGGING.COM.BR

Gostou? Tem mais:

Sobre ianny

...moro no Brasil, em uma ilha, e procuro neve, por paixão e por necessidade, o tempo inteiro, independentemente do mês ou do hemisfério. Sou snowboarder, goofy, mas provo prazer com todas as coisas que deslizam na neve, especialmente se são rápidas e harmoniosas com o contexto de montanha.