Celebrando os 20 anos do Swatch Extreme Verbier | Campeões e highlights da última lendária etapa do Freeride World Tour (FWT)


Cortesia: Freeride World Tour (FWT)

Além de ser a etapa final do icônico Freeride World Tour (FWT), o Xtreme de Verbier (SUI) edição 2015 foi celebrado tanto como a mais prestigiosa e clássica competição do circuito, como também o momento decisivo para conseguir o título do World Tour dessa temporada de freeride, tanto para esqui, que para snowboard. Se na categoria das mulheres skiers, a leadership da atleta austríaca Eva Walkner estava já garantida após da última etapa realizada em Haines (EUA) no Alasca (EUA), para todas as outras categorias e atletas, os jogos estavam ainda abertos. No dia 28 de março 2015, os melhores freeriders do planeta estavam mais uma vez no topo do mítico Bec des Rosses (SUI), em busca do prestigioso título… lembrando que essa edição tinha um charme a mais: a celebração dos vinte anos de Extreme!! E nessa edição histórica o francês Jonathan Charlet, que dominou também a etapa, e a suíça Estelle Balet levaram o desejado título do circuito para as respetivas categorias no snowboard. Nas categorias dos skiers, os Campeões 2015 foram a austríaca Eva Walkner e o norte americano George Rodney. Vale a pena mencionar que entre os participantes, estava o snowboarder norte americano Steve Klassen que detém o invejável status de “grande veterano”, enquanto participou em 19 das 20 edições dessa gloriosa competição!

Na categoria snowboard a disputa para o título estava muito apertada e chegar no pódio nessa etapa estava fundamental para conseguir preciosos pontos no ranking final. A tensão e a adrenalina estavam em um nível nunca visto antes e provavelmente essa foi a mais técnica e inspiradora competição de todos os tempos na cena do freeride. Ao se desafiar no Bec des Rosses (SUI), os riders mostraram muita criatividade e linhas de decida inéditas e realmente extremas! Um verdadeiro show. Entre os homens o pódio da etapa ficou com o francês Jonathan Charlet, em segundo colocado o snowboarder suíço Emilien Badoux e em terceiro o norte americano Sammy Luebke. Entre as meninas a rider alemã Nicola Thost (lenda mundial do snowboard feminino dos anos ’90) ficou com o ouro, Estelle Balet da suíça com a prata e o bronze foi para a norte americana Shannan Yates.

A batalha pelo título de Campeã 2015 já estava finalizada: na etapa de Haines (EUA), Eva Walkner teve a possibilidade de curtir a etapa final sem pressões, mas outras atletas estavam em busca de glória. E a skiers norte americana Hazel Josie Birnbaum mostrou muita criatividade e técnica, realizando uma linha praticamente perfeita. Mais um pódio para a jovem atleta italiana Silvia Moser, recém saída do nível rookie e já nos holofotes dos protagonistas do FWT ganhando a etapa no Alasca (EUA), levando um merecido segundo lugar. Com o bronze a sueca Christine Hargin. Se a criatividade dominou entre as mulheres, entre os skiers a experiência ganhou da audácia. O famoso skier francês Aurelien Ducroz ganhou a prestigiosa etapa, seguido pelo sueco Reine Barkered e pelo Campeão 2015, George Rodney, que concluiu o pódio em Verbier (SUI).


E para quem estiver interessado em conhecer esse irado pico invernal e/ou presenciar uma dessas etapas do WT, a nossa sugestão é para entrar em contato com o pessoal da SNOWBAGGING, a primeira Agência de Turismo inteiramente voltada para os RIDER! Além dos clássicos pacotes turístico, a SNOWBAGGING oferece e disponibiliza dicas e sugestões para conhecer centros de esqui ainda inéditos no mercado nacional, além de ser um ótimo ponto de partida para quem estiver interessado em se envolver de verdade com o cenário internacional da neve, dos eventos mais impressionantes e das competições mais importantes. Não fique somente babando e sonhando com isso, entre em contato para conferir disponibilidades e solicitar orçamentos: OPERADORA@SNOWBAGGING.COM.BR

Mais detalhes e infos: Freeride World Tour (FWT) | Os resultados da edição 2015 – Verbier (SUI).

Gostou? Tem mais:

Sobre ianny

...moro no Brasil, em uma ilha, e procuro neve, por paixão e por necessidade, o tempo inteiro, independentemente do mês ou do hemisfério. Sou snowboarder, goofy, mas provo prazer com todas as coisas que deslizam na neve, especialmente se são rápidas e harmoniosas com o contexto de montanha.