CBDN celebra as inéditas conquistas nacionais nos esportes de neve | Hoje festa de encerramento oficial da temporada invernal 2011/12

Hoje, dia 21 de maio, encerra oficialmente pela Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN) a temporada das competições na neve, válidas pelo período invernal 2011/12… e o balancete é impressionantemente positivo. Foram doze meses atrás do inverno por três continentes e das competições mais importantes do circuito mundial, resultado: nove recordes nacionais quebrados pelos nossos atletas em quatro das cinco categorias de esportes de neve nas quais o País está representado e competindo!! E para celebrar estes belos resultados, a Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN) resolveu realizar uma festa comemorativa, onde os atletas olímpicos Isabel Clark (snowboard), Jaqueline Mourão (Cross Country e Biathlon), Jhonatan Longhi (Ski Alpino) e Leandro Ribela (Cross Country), além dos demais atletas que integram a equipe brasileira dos esportes de neve, estarão presentes ao evento, disponíveis para entrevistas e fotos.

Comunicado de imprensa:

9 Recordes brasileiros foram quebrados 12 vezes

A CBDN teve em 2011/2012 uma temporada marcada pela quebra de 9 recordes brasileiros em 4 das 5 modalidades administradas pela confederação além de importantes participações nas principais competições de neve no cenário internacional. Somando a Temporada do Inverno Austral com a Boreal, foram 238 provas, com 48 atletas, que largaram 326 vezes. Os brasileiros competiram em cinco modalidades esportivas, em um total de 14 disciplinas, em 19 países, de três continentes. Destaque para a presença brasileira na primeira edição dos Jogos Olímpicos de Inverno da Juventude, e a inédita classificação para o Campeonato Mundial de Biathlon de Inverno.

Brasil conquista resultados inéditos no Biathlon de Inverno


Cortesia: CBDN – Atleta: Jaqueline Mourão

Modalidade iniciada no Brasil em 2005, o Biathlon foi o grande destaque da temporada 2011/12. No Inverno Austral, Mirlene Picin sagrou-se Campeã Sul Americana Overall, após conquistar 3 medalhas de ouro e 2 de prata em cinco provas disputadas. No inverno boreal, Jaqueline Mourão alcançou pela primeira vez na história do Brasil a classificação para o Campeonato Mundial da modalidade, ao superar o índice classificatório (20%) na etapa 2 do circuito IBU Cup, onde completou a prova de 15km individual com 15,09%. Jaque quebrou mais quatro vezes recordes de biathlon, atingindo na etapa 7 11,61%, melhor marca da história do biathlon de inverno brasileiro e índice de Wild Card (12%) para a Copa do Mundo. No mundial realizado em Ruhpolding na Alemanha, Jaque foi a única atleta sul-americana classificada entre homens e mulheres, tendo competido nas provas de Sprint e Individual, onde errou apenas 5 tiros dos 20 possíveis, colocando o Brasil na 32ª posição do ranking de nações qualificatório para os Jogos Olímpicos de Socchi, 2014.

No Cross Country 3 dos 4 recordes brasileiros foram quebrados

A Equipe Brasileira de Cross Country obteve importantes resultados durante o inverno boreal 2011/12, marcado pela quebra de 3 dos 4 recordes brasileiros da modalidade , sendo a marca de Distance 74.06 Pontos FIS conquistada pela atleta Jaqueline Mourão o primeiro resultado brasileiro, entre homens e mulheres, abaixo dos 100 pontos FIS e que representa uma evolução de 56,10% em relação ao antigo recorde. Jaque ainda melhorou a marca brasileira de Sprint , feito também conquistado pelo atleta Leandro Ribela, que desta forma chegou a sua 6ª quebra na carreira. Estes resultados se refletem no domínio brasileiro no ranking latino americano, onde a atleta Jaqueline Mourão lidera nas duas disciplinas e Leandro Ribela é o melhor no Sprint. Jaque encerra a temporada tendo quebrado 5 dos 5 possíveis recordes brasileiros de Biathlon e Cross Country.

Ski Alpino brasileiro conquista medalhas em todas as categorias


Cortesia: CBDN – Delegação Brasileira nos Jogos Olímpicos de Inverno da Juventude

A Temporada 2011/12 foi marcada por medalhas e marcas inéditas em todas as categorias. Destaque para os jovens atletas, que conquistaram ótimos resultados. Tobias Macedo e Eliza Nobre, que estrearam na categoria FIS (atletas a partir de 15 anos) nesta temporada, participaram da 1ª edição dos Jogos Olímpicos de Inverno da Juventude, realizados em Innsbruck (AUT) entre os dias 13 e 22 de Janeiro. Ambos competiram nas provas de Slalom Especial (SL) e Slalom Gigante (GS), disciplina onde Eliza foi a melhor sul-americana e Tobias o 6º melhor tempo entre os atletas nascidos em 1996. Na categoria Infanto-Juvenil (11 a 14 anos), Nathan Alborghetti, conquistou as 3 primeiras medalhas masculinas em provas oficiais da categoria, sendo Bronze no SL do Troféu Bursa/Uludag (TUR) e 2 bronzes no Troféu Borrufa (AND), Super G e Super Combinado.

Jhonatan Longhi marca melhor resultado masculino da história

Recordista brasileiro em 3 das 5 disciplinas do ski alpino, Jhonny que já havia superado o recorde de GS na américa do sul, conquistou no inverno boreal o melhor resultado masculino de todos os tempos na modalidade na prova de SL de 3-5 Pigadia Naoussa (GRE) com 40.03 Pontos FIS, conquistando a medalha de prata na disputa, 4ª de sua carreira e 2ª da temporada, já que antes havia faturado a prata no SL de Zlatibor (SRB). Destaque também para a participação de Fabio Guglielmini e Chiara Marano no Campeonato Mundial Junior, realizado em Roccaraso (ITA).

Masters com recordes, medalhas e um vice-campeonato overall da WC

O Brasil realizou uma histórica temporada entre os atletas masters, onde conquistou o Vice-Campeonato overall da Copa do Mundo na categoria C-7, com a atleta Luci Arnhold e realizou sua melhor participação em Campeonatos Mundiais Masters de Ski Alpino, com 3 medalhas e a melhor pontuação brasileira, 86.10 pontos FIS conquistada por Stefano Arnhold. Ele que no inverno austral fez o melhor resultado brasileiro da categoria, 70.63 pontos FIS. Ao todo foram 16 medalhas, sendo 5 de ouro e um recorde brasileiro.

Isabel segue líder do ranking latino americano de snowboard


Cortesia: CBDN – Atleta: Isabel Clark

Isabel Clark competiu em três etapas da Copa do Mundo, alcançando as finais em todas elas, resultados que a mantém na liderança do ranking latino americano overall.
Seguindo a tendência iniciada pelo COI – Comitê Olímpico Internacional, objetivando rejuvenescer o programa Olímpico, a CBDN criou também uma equipe de slopestyle (SBS), que durante o inverno boreal, teve dez atletas em treinamento na estação de Copper e CT de Woodward sob a supervisão do treinador chefe da equipe Ivan Fuenzalida e dos novos treinadores de freestyle Thomas Anderson e Benjamin Boyd. Destaque para Marcos Vínicius que participou da etapa de Calgary (CAN) da Copa do Mundo, conquistando o segundo melhor resultado da carreira e para Raquel Iendrick que estreou na modalidade nessa temporada em prova realizada em Mt. Snow (USA), e já figura na Vice-liderança do ranking Latino Americano de SBS.

Michele Barcena – Coordenadora de Comunicação e Marketing da CBDN.

Mais detalhes e infos Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN).

Gostou? Tem mais:

Sobre ianny

...moro no Brasil, em uma ilha, e procuro neve, por paixão e por necessidade, o tempo inteiro, independentemente do mês ou do hemisfério. Sou snowboarder, goofy, mas provo prazer com todas as coisas que deslizam na neve, especialmente se são rápidas e harmoniosas com o contexto de montanha.