Temporada de inverno no continente | Quais os centros de esqui abertos e para qual público

Inverno na America do Sul

Com certeza essa será lembrada para sempre como a temporada de inverno mais atípica que já se viu no continente, caracterizada por uma incrível quantidade de neve nas pistas e a total, o quase, ausência de turistas para desfrutar dessa abundância! Como todos sabemos ainda estamos em plena emergência Covid-19, fator esse que modificou radicalmente todos nosso planos. E como se isso não bastasse mãe natureza resolveu trolar a gente com as mais abundantes nevascas já registradas nos invernos das “nossas” montanhas. Quem está ainda masoquisticamente acompanhando o nível de acumulo de neve está ciente que esse era para ser o inverno mais perfeito e incrivelmente branco desde sempre. Mas enfim… chegamos em agosto e o cenário continua sem turismo ou quase.


Cortesia: Moe Carlos Oyanedel

No Chile a situação continua imutada: todos os centros de esqui permanecem fechados e sem previsão nenhuma de ativar os serviços. As excursões de backcountry prosseguem vetadas, como também a entrada de turistas no país e/ou os deslocamentos entre uma região e outra. Quem estiver com autorização para ingressar no Chile deverá observar obrigatoriamente um período de 14 dias de quarentena domiciliar. No momento estas regras ficarão em vigência até meados de setembro. Depois dessa data ninguém ainda sabe o que irá acontecer, mas mesmo sabendo que em algumas localidades é possível aproveitar das pistas nevadas até outubro, fica cada vez mais claro que para nós brasileiros será impossível aproveitar disso esse ano.


Cortesia: Cerro Catedral

No lado Argentino a situação está um pouco mais dinâmica, mas nada que possa deixar esperar por uma coisa para nós: os turistas!! Como sabemos as pistas do Cerro Catedral abriram, mas o acesso está limitado exclusivamente para os residentes da cidade de Bariloche (ARG) e que, além de tudo, estejam com o passe já adquirido. Saiu nestes dias a notícia que ia ter a possibilidade para quem não tivessem o “passe temporada” de poder comprar o passe diário, mas o Ente Autárquico Municipal Fiscalizador de la Concesión del Cerro Catedral (EAMCEC) suspendeu essa chances para não incentivar a possível difusão do vírus na região.


Cortesia: Cerro Castor

Mas desde 1° de agosto outros centros de esqui argentinos começaram as atividades, porém limitadas exclusivamente para os residentes!! Na Terra del Fuego o centro de esqui de Cerro Castor ativou de forma parcial suas pistas e alguns serviços para atender da melhor forma os cidadãos de Ushuaia (ARG), mas permanece inalcançável para a maior parte dos turistas (nacionais e internacionais) que costumavam frequentar a localidade nessa época.


Cortesia: Cerro Perito Moreno

Na região argentina do Rio Negro, sempre na mesma data, abriu também o pequeno centro de esqui Perito Moreno, mas sempre exclusivamente para os residentes locais. No caso específico só para os cidadãos da cidade de El Bolsón (ARG). Vale a pena lembrar que foram ativados somente os meios de elevação, pois os bares, os restaurantes, a escola de esqui e os demais serviços presentes na montanha continuam fechados.


Cortesia: Cerro Chapelco

Situação um pouco diferente na região de Neuquén onde finalmente abriram os centros de esqui de Cerro Chapelco, Cerro Bayo e Caviahue. Também aqui os protocolos e as limitações seguem o padrão imposto pelo Governo Nacional, mas Casa Civil Argentina e o Governador local estāo prestes para liberar a possibilidade de ter pelos menos uma especie de turismo regional. Parece que a partir do dia 16 de agosto os residentes de Neuquén poderão se deslocar dentro da região simplesmente compilando o Certificado Único Habilitante para Circulación – Emergencia COVID-19, documento esse emitido pelas autoridades nacionais, e nos motivos especificar que se trata de motivos turísticos! Um pequeno, mas importantíssimo, passo para tentar recuperar um pouco de “normalidade” dentro esse caos social e econômico que gerou-se com a pandemia.

Mais detalhes👉 Dicas e conselhos sobre turismo invernal

Curtiu nosso trabalho e quer se envolver e/ou dar aquela força a mais?

  • Siga-nos pelos canais sociais Facebook | Instagram
  • Inscreva-se na Newsletter
  • Venha participar da nossa Programaçāo
  • Vista nossa Camiseta 100% Orgânica

  • Próximas fadigas

    Inverno HS 🏔️

  • Encontrar uma soulçāo para o Covid-19🤞💪


  • ianny

    ianny

    ...moro no Brasil, em uma ilha, e procuro neve, por paixão e por necessidade, o tempo inteiro, independentemente do mês ou do hemisfério. Sou snowboarder, goofy, mas provo prazer com todas as coisas que deslizam na neve, especialmente se são rápidas e harmoniosas com o contexto de montanha.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *