O ranking final do Argentina Snowboard Tour 2011


Cortesia AST

Após uma temporada que contou com sete incríveis eventos de diferentes disciplinas, como bordercross (BX) big air (BA) e slopestyle (SS), que foram realizados em vários centros de esqui da Argentina entre os quais Cerro Catedral (ARG), Las Leñas (ARG) e Cerro Castor (ARG), e a mais uma competição de urban de saltos freestyle na cidade de Buenos Aires (ARG) que abriu a temporada invernal, chega ao fim a edição 2011 do Argentina Snowboard Tour (AST). Vale a pena lembrar que este é o único tour de snowboard dividido em várias etapas da América Latina e, detalhe importantíssimo, com prêmios em dinheiro para os ganhadores!


Cortesia AST – Rip Curl Freestyle PRO Series Cerro Castor (ARG) – Pódio: Mati Schmitt, Johnathan Hemminger e Manuel Dominguez

Organizado e coordenado por um dos mais importantes e ativos riders do continente, Jorge Belardi, em colaboração com importantes marcas do setor de snowboard e com o pleno suporte da Cámara Argentina de Centros de Esqui. O ranking dos atletas que participam ao AST é reconhecido pela Asociacion Argentina de Snowboard (AAS), órgão representante da World Snowboard Federation (WSF) na Argentina, e com a previsão pela próxima temporada de validar estes pontos para o ranking mundial do TTR. Outro detalhe importante é que o AST é aberto para todos independentemente da nacionalidade, ou seja: está querendo participar? É só encerar o snowboard e mostrar a los hermanos que também Brasil tem ótimos riders que podem tranquilamente encarar este desafio…e de repente levar pra casa uns prêmios em dinheiro!


Nicolas “Nico” Fuentes

Então o campeão Argentino de snowboard da edição 2011 do AST é Nicolas Fuentes, originário de San Martin de Los Andes (ARG), PRO rider bem conhecido e com um alto nível de riding tanto em freestyle quanto em freeride. Este ano além do título AST, Nico levou pra casa também o título de melhor rider do ano na premiação do RDA 2011

Mais detalhes e infos AQUI.

Gostou? Tem mais:

Sobre ianny

...moro no Brasil, em uma ilha, e procuro neve, por paixão e por necessidade, o tempo inteiro, independentemente do mês ou do hemisfério. Sou snowboarder, goofy, mas provo prazer com todas as coisas que deslizam na neve, especialmente se são rápidas e harmoniosas com o contexto de montanha.