Nas neves da Alta Patagônia Argentina


Hoje o Cerro Chapelco (ARG) – Data 10/09/2011

A situação geral do clima da Alta Patagônia entre Bariloche (ARG) e Chapelco (ARG) é caracterizado por tormentas de neve primaveril, pesante e úmida, acima dos 1400/1600 metros de altitude enquanto abaixo desta quota chove muito forte e quase constantemente. Geralmente são ciclos de três quatro dias assim e depois uns dois dias de sol e céu azul. De forma geral o ar é quente, enquanto as rajadas de vento são frias e muitos fortes. Tão fortes que poucos dias atrás, no Cerro Catedral (ARG) e em Cerro Bayo (ARG) tiveram que interromper os serviços dos meios de elevação causa ventos de até 150km/h. Mesma situação, mas sem fortes ventos, em Chapelco (ARG). Porém aqui sábado abriu sol por boa parte do dia e o centro de esqui estava todo branco mais uma vez, nesta atípica temporada invernal. Mas no domingo nunca parou um segundo de jorrar água o tempo inteiro. No começo da semana o clima deverá dar uma trégua abrindo o sol e para o próximo fim de semana é prevista mais uma destas típicas tormentas quentes de neve úmida de fim de temporada. Afinal os serviços invernais estão programados para ser encerrados mais ou menos entre os últimos dias de setembro e os primeiros de outubro. Mas a incrível quantidade atual de neve caída, já considerada como a maior dos últimos e tantos anos em boa parte dos centros de esqui da cordilheira, está criando a possibilidade por parte dos gestores dos ski resorts de uma extensão de no máximo 10/15 dias, colocando como justificativa o tardio inicio desta temporada invernal e evidenciando o aproximar-se de um turisticamente propício (e lucrativo…) feriado: o Columbus Day

Snowbag pronto, chuva torrencial… destinação Bariloche (ARG)


Atual freezing level no Cerro Catedral (ARG)

Mais detalhes e infos AQUI.

Gostou? Tem mais:

Sobre ianny

...moro no Brasil, em uma ilha, e procuro neve, por paixão e por necessidade, o tempo inteiro, independentemente do mês ou do hemisfério. Sou snowboarder, goofy, mas provo prazer com todas as coisas que deslizam na neve, especialmente se são rápidas e harmoniosas com o contexto de montanha.