Sole Diaz e Lars Chickering-Ayers ganham a última etapa andina do Freeskiing World Tour – Arpa (CHL)


The North Face Chilean Freeskiing Championships — Finals Day Highlights from Subaru Freeskiing World Tour on Vimeo.

Poucos dias atrás, a exclusiva área de Arpa (CHL), uma estação de esqui inteiramente dedicada ao freeride onde não existem meios de elevação, mas somente snowcats ou snowmobiles, hospedou a segunda etapa do Freeskiing World Tour, válida também como campeonato chileno de freeski. Apesar das abundantes nevascas que ocorreram praticamente em quase todas as regiões acercas da capital Santiago (CHL) durante este período, as montanhas de Arpa (CHL) não foram atingidas por estas tormentas e os atletas tiveram que se virar para escolher o melhor percurso entre rochas e as sobras das nevascas anteriores que foram condicionadas pelos fortes ventos que ocorreram durante as noites antecedentes a competição.
Mas ninguém reclamou visto que a qualidade de neve estava ótima e um incrível bluesky ajudou a aumentar o espetaculo do evento. Quem levou o lugar mais alto do pódio foi o norte americano Lars Chickering-Ayers, um veterano deste tipo de competições, e a chilena Sole Diaz, local de La Parva (CHL) e verdadeira revelação no panorama do freeskiing mundial. Durante uma entrevista, Sole revelou que decidiu mudar a própria linha instantes antes de começar a descida e a interpretou de forma tão agressiva e fluida a tal ponto que surpreendeu os juizes, merecendo ganhar a etapa deixando atrás ícones consagradas como Crystal Wright, que chegou em segundo lugar. Próxima etapa do Freeskiing World Tour edição 2011/12 será nas neves da Amèrica do Norte e visto que por enquanto é ainda verão, o World Tour entrará em um período de pausa. Em breve mais detalhes.


Cortesia: Freeskiing World Tour

Mais detalhes e infos AQUI.

Gostou? Tem mais:

Sobre ianny

...moro no Brasil, em uma ilha, e procuro neve, por paixão e por necessidade, o tempo inteiro, independentemente do mês ou do hemisfério. Sou snowboarder, goofy, mas provo prazer com todas as coisas que deslizam na neve, especialmente se são rápidas e harmoniosas com o contexto de montanha.