O que esperar para a temporada de inverno na America do Sul | A incógnita do fator Covid19

Previsão sobre a temporada de inverno no HS

Rolará ou não rolará, eis a questão!! Estamos todos cientes da situação mundial por causa do coronavírus: além do grande numero de infectados e mortes, muitas empresas de vários sectores pararam. Na real, atualmente, a economia de quase todos os continentes parou completamente, feita excepção para algumas áreas consideradas estratégicas, mas que obviamente não incluem o turismo. Especialmente o turismo de inverno, que no ambiente é chamado de “turismo de ócio”!. Atualmente a situação das infecções ainda está se alastrando pelos continentes e até encontrar uma solução/cura/vacina nada poderá ser cogitado além do ficar em casa de quarentena forçada. Isso significa, do mero ponto de vista de um snowaddicted, que essa situação provavelmente impedirá os preparativos para o nosso amado e ocioso divertimento na neve. Por um lado temos as problemáticas de como os potenciais turistas sobreviverão ao impacto socio/sanitário/econômico dessa crise, ou seja: iremos ter grana para viajar? Terremos tempo/ferias para viajar? Poderemos ter condições sanitárias para poder viajar? Será que iremos ter voos/conexões para poder viajar?. Por outro lado fica a questão se os centros de esqui/agencias de turismo/cias aéreas do nosso continente conseguirão se prepararem adequadamente para fazer acontecer aquele magnifico circo que lotam os playgrounds invernais. Afinal o mês de abril costuma ser o ponta pé inicial desses preparativos: o momento no qual as manobras planejadas começam a serem colocadas nas pautas. A grade aérea das conexões invernais é oficializada na programação, a manutenção dos meios de elevação começa a ser realizada, as agencias soltam valores e promoções para atirar turistas, etc etc etc. Mas nesse momento, obviamente, ninguém consegue se posicionar e, por enquanto, só domina um triste silencio. Não temos certeza do que irá rolar daqui pra frente, porém se todos estamos sem trabalhar desde…. se os nossos filhos não estão indo pra escola desde… se ninguém ainda conseguiu encontrar uma solução para esse maldito vírus que mudou tão drasticamente nossas rotinas, fica meio complicado pensar que iremos ter uma temporada de neve em poucos meses. Alias pensando drasticamente, ou de forma realística, se todas estas perguntas não encontrarem respostas rapidamente será que iremos conseguir uma temporada de inverno no hemisfério norte também em 2021?

Alguns afirmam que, de qualquer forma, reservaram para final de agosto ou para setembro… justificando que a temporada costuma se esticar (em alguns casos) até outubro. Ou seja: na opinião deles deveria estar garantido o entretenimento invernal. Alias alguns torcem até para que naquele momento os preços estarão até melhores e mais convidativos… Pode até ser (e tomara que assim seja!!!) que naquele momento algumas coisas possam melhorar nesse cenário tão delicado, mas existem fortes dúvidas que os empreendimentos abrirão para tocar os serviços por tão pouco tempo. Infelizmente para os empresários isso não irá valer a pena, especialmente no nosso continente onde lucro fala mais alto do que paixão. Enfim, torcendo muito para que, de repente, as situações melhorarem de tal forma que esse post seja totalmente ultrapassado e não conforme com a futura realidade. Mas se até final de abril isso não acontecer podem considerar a hipótese do que não irá rolar a temporada de inverno 2020 no nosso continente. Torcendo (e muito) para estar errado. Torcendo (e muito) para que essa seja uma das melhores temporada #ever! Viva o inverno e força para todos nós que trabalhamos com isso!💪


Spread SnowLove Everywhere, mas agora 👉 #EuFicoEmCasa

ianny

...moro no Brasil, em uma ilha, e procuro neve, por paixão e por necessidade, o tempo inteiro, independentemente do mês ou do hemisfério. Sou snowboarder, goofy, mas provo prazer com todas as coisas que deslizam na neve, especialmente se são rápidas e harmoniosas com o contexto de montanha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *